No dia Nacional da Adoção, Magno Malta quer mudança na lei para fortalecimento das famílias

Ligado .

Para marcar 25 de maio, Dia Nacional da Adoção, Senador Magno Malta (PR/ES) quer acabar coma] a lista de espera e acha que sentimento dos pais deve prevalecer, independente da cor, beleza física e até mesmo sendo ou não portador de alguma doença. “É a única oportunidade que o homem tem de dar à luz”, lembrou Magno.

Magno Malta, em entrevista, lembrou que, “segundo o Cadastro Nacional de Adoção, criado pelo governo há 5 anos, aproximadamente 50 mil crianças e adolescentes vivem em abrigos em todo o País. Cerca de 5 mil deles, apenas, estão aptos à adoção e aguardam seu destino, que é decidido pelas Varas da Infância, Juventude e do Idoso espalhadas pelos municípios. O quadro de mais de 40 mil casais na fila de espera de adoção seria um grande alento, não fosse o perfil exigido pelas famílias para as crianças a serem adotadas. Adoção tem que ser feita pelo sentimento”.

Magno Malta responde e critica Lula pelo deboche aos líderes religiosos

Ligado .

Os deboches do ex-presidente Lula sobre os pastores evangélicos  repercutiram de forma muito negativa entre os líderes evangélicos. “Sabe o que é do diabo? Os vícios. Sujeito é alcoólatra, desgraça a vida, vive bêbado… É do diabo. Você entende disso?”, questionou Magno Malta (PR/ES)
 
Durante uma palestra a sindicalistas, Lula fez piada com os pastores evangélicos enquanto sugeria um tema aos presentes no evento. Disse que a estratégia para explicar situações de contratempos é ter um inimigo a quem culpar. “não conseguiu comprar um carro, coloca a culpa no diabo, perdeu o emprego fala que foi o diabo”, zombou ex-presidente.

Magno Malta é aplaudido na sessão em Homenagem à data nacional da criação do Estado de Israel

Ligado .

Magno Malta revelou que é um momento importante que regozija o coração do povo cristão. “Eu morei lá, estudei através de uma bolsa, mas para minha alegria, todos os dias, às 9 horas da manhã cantava em frente ao túmulo de Jesus”, revelou Magno Malta.

Para o senador Magno Malta (PR-ES) “é o momento importante para fazer reflexão sob o prisma espiritual da vida desta nação. O Brasil vive um momento caótico, marcado pela corrupção, porque nossos governantes atuais amam os inimigos de Israel”. Explicou o senador do Espírito Santo, sob aplausos.

Magno Malta preside sessão da CPI da Máfia das Próteses e pede a quebra de sigilos bancário e fiscal dos acusados

Ligado .

Senador Magno Malta (PR/ES) voltou de Porto Alegre convicto da existência da Máfia das Próteses e oficializou a quebra de sigilos bancários, telefônicos e fiscal de 9 pessoas físicas e jurídicas. “Trata-se de um golpe sangrento, violento, que mutilou pessoas e roubou fortunas”, lamentou Magno Malta.

Entres os que vão ter a quebra de sigilo, constam advogados, médicos e empresários. O principal acusado, o médico Fernando Sanchis que operava uma rede envolvendo médicos novatos, advogados e empresários. “Mas vamos chegar fundo nesta máfia,”, ameaçou.

Na próxima semana, senador fará uma reunião técnica para traçar as ofensivas e programas novas oitivas. “Estamos no caminho certo e com o relator, senador Humberto Costa (PT/PE) agiremos com cautela e prudência, mas com foco em aniquilar esta ação criminosa”, finalizou Magno Malta.

Assessoria de Imprensa

Brasília-DF // Esplanada dos Ministérios - Senado Federal - Ala Tancredo Neves, Gabinete 57
Telefone: +55 61 3303-4161/1656
E-mail: [email protected]

FIQUE POR DENTRO DAS NOVIDADE
CONECTE-SE A NÓS